Agosto Dourado | Campanha reforça a grande importância da amamentação exclusiva

Com objetivo de conscientizar a necessidade da amamentação exclusiva até os seis meses de idade, temos um mês inteiro para reflexão: o “Agosto Dourado”. As ações de saúde se voltam a importância do principal alimento para o desenvolvimento sadio de bebês e crianças. A ideia é a mesma do Outubro Rosa e do Novembro Azul, ou seja, um movimento a fim de alertar a população sobre um tema de extrema importância, mobilizando sociedade, órgãos públicos, privados e instituições de Saúde.

➡️ CRIAÇÃO DA CAMPANHA

A campanha teve origem em um encontro, na cidade de Nova Iorque, entre a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em 1991. A reunião tinha como meta acompanhar o nascimento da Declaração de Innocenti (documento voltado para a amamentação) e elaborar ações a nível mundial de conscientização sobre a causa.

Inicialmente, se pensou em um dia para celebrar a data, depois passou a ser uma semana dedicada ao tema – a Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM), que ocorre de 1 a 7 de agosto em vários países. A SMAM é coordenada pela Aliança Mundial para Ação em Aleitamento Materno (WABA), que define um tema a cada ano e promove ações globais mostrando a importância da amamentação e das mães.

➡️ OBJETIVO

O objetivo da campanha é viabilizar ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno. Por isso é necessário, a cada ano, mais pessoas e entidades passarem a divulgar essa causa.

O movimento também é essencial para dar destaque aos bancos de leite. Demonstrar a necessidade de mais doações de outras mães a fim dos locais ficarem abastecidos e desse modo ajudar mais bebês, principalmente os prematuros.

➡️ POR QUE É IMPORTANTE?

De acordo com a OMS, o recém-nascido que recebe o leite materno em até uma hora após o nascimento está mais protegido contra infecções. Além disso, nessas situações, há redução das taxas de mortalidade neonatal. 

O leite materno contém água, gorduras, proteínas, vitaminas e açúcares de que o bebê precisa para se desenvolver bem e crescer de forma saudável. Em sua composição, há ainda anticorpos. É, portanto, um alimento que protege contra infecções, principalmente as gastrointestinais, e contra a desnutrição.

Não é à toa que deve ser o alimento exclusivo até os 6 meses de idade, por ser de fácil digestão, estar sempre na temperatura certa e, o melhor, não custa nada. Além disso, o ato de sugar ajuda no desenvolvimento da arcada dentária, da fala e da respiração do bebê. Por isso, é necessário alertar contra os perigos de bicos artificiais, como chupetas e mamadeiras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.